"A DEPRESSÃO QUASE ME MATOU" 

- UM CASO REAL -

Prefácio da autoria do Dr. Luis Gamito, Director Clínico do Hospital Psiquiátrico Júlio de Matos.

 


  
Site criado em Dezembro de 2001 e actualizado em 03/10/2009.                                             

 Nota:  A informação disponível neste site foi concebida para apoiar - e não para substituir - o relacionamento  

          existente entre pacientes ou visitantes do site e seus médicos.

 

 

 

O Livro na Imprensa

O livro "A Depressão Quase me Matou - Um Caso Real", é um relato de um ex-doente, vítima de Depressão. Um testemunho de Carlos Palma, rico em conhecimentos que serão úteis não só para aqueles que sofrem desta disfunção psíquica, mas principalmente para todos aqueles que de mais perto com elas convivem.

Revista BoaForma

"Este livro é dedicado a todos aqueles que neste momento sofrem em silêncio, vítimas das várias disfunções psíquicas mencionadas neste livro". Esta é a dedicatória do segundo livro de Carlos Palma, apresentado na contracapa como "o único ex-doente em Portugal a escrever um livro sobre a sua experiência com esta e outras doenças do foro psíquico. Depois de "Agorafobia, Depressão, Pânico, Doença Bipolar - Testemunho de um doente", vem o complemento" feito, como diz o autor, "não só a pensar nas pessoas que sofrem destas disfunções psíquicas, mas principalmente em todos aqueles que mais de perto com elas convivem". O que distingue este livro de outros sobre a mesma temática é o facto de ter sido escrito pelo próprio protagonista, que chama a si a responsabilidade de transmitir os factos que permitem o conhecimento eA Depressão Quase me Matou - Um Caso Real a partilha com todos os que sofrem da mesma doença. Tudo através de uma linguagem simples.

Jornal O Primeiro de Janeiro

Agora que a Depressão é anunciada por todos os especialistas incluindo a Organização Mundial de Saúde (O.M.S.) como a doença do século XXI, este é um livro a não perder, onde vai encontrar um testemunho dramático de alguém que se cruzou de perto com esta praga da sociedade ocidental e a quem a O.M.S. já designou por "EPIDEMIA DO SILÊNCIO". Para todo e qualquer leitor, este é um livro acessível, que dá a conhecer o que sente quem passou em muito a barreira da simples tristeza. Com uma carga emocional difícil de desvalorizar, esta obra dá a conhecer um mundo complexo e de entrada aparentemente complicada, mas conhecido por um número cada vez maior de pessoas.

Jornal Correio da Manhã

Depois de 89 consultas em 3 anos (das mais variadas especialidades) e de muitos ataques de Pânico, Carlos Palma foi finalmente confrontado com a verdadeira causa da sua doença: uma Depressão, que quase o levou ao Suicídio. Hoje, escreve livros para ensinar numa linguagem simples, como não chegar "ao fundo do poço".

Jornal EuroNotícias

Carlos Palma é hoje um reformado bancário, e é também, um dos muitos que sentiram na carne e, sobretudo na mente, os efeitos de uma actividade penosa e desgastante, capaz de atirar as suas vítimas para acções de desespero. Exactamente porque sentiu essas situações e porque sentiu dever contribuir na medida das suas possibilidades, escreveu este livro para alertar todos aqueles que na actividade diária, podem estar a passar por igual sofrimento. O livro contém "um discurso e um testemunho tão reais que as palavras chegam a doer", conforme diz a contracapa do mesmo.

Jornal O Bancário

 

Excertos do Livro:             

 

"Sejam bem-vindos ao mundo da Depressão"

 

 

"A entrevista concedida à jornalista Sandrine Lage"

 

 

                         PARA COMPRAR OS LIVROS CONTACTE: jupalma@netcabo.pt

     

O Livro na Imprensa                                                                 

O subtítulo é mais esclarecedor, "Testemunho de um doente". É o relato da (dolorosa e traumatizante) experiência vivida pelo autor durante os anos em que "viveu como um morto com obrigação de viver", e como sobreviveu à Depressão e aos ataques de Pânico. É de leitura obrigatória para os doentes e principalmente para os seus familiares. Um alerta para toda a classe médica.

Jornal Público

Este livro relata a terrível experiência vivida pelo próprio autor, que descreve de forma impressionante como sobreviveu a duas doenças graves. A Depressão e a Agorafobia. No livro, o autor conta todas as situações de ansiedade e comportamentos anti-sociais. Fobia Social os ataques de Pânico, a passagem pelo Álcool e antidepressivos e ainda o seu "calvário" pelos médicos (89 consultas em 3 anos sem contar com as dezenas de exames médicos). O relato de Carlos Palma tem um final feliz. Por isso entendeu que devia dar o seu testemunho através desta obra. Um alerta e esclarecimento para todos aqueles que neste momento possam estar a passar pelas mesmas situações.

Revista Boa Forma

Esta é a primeira viagem efectuada em Portugal em forma de livro ao taciturno mundo das doenças mentais. Carlos Palma apenas escreveu o livro "por não existir em Portugal nada de semelhante". Encurralado no seu próprio mundo, passava os dias trancado no seu quarto. O sofrimento e o Pânico eram fortes demais. Os antidepressivos eram os seus companheiros. O Álcool, "amigo" inestimável.

Revista Medicina e Saúde

Carlos Palma, reformado bancário aos 43 anos por motivo das doenças mencionadas no livro, relata a sua experiência na vivência diária com doenças do foro psíquico (hoje muito vulgares e nem sempre bem diagnosticadas). Diz o autor: "Escrevi este livro por não existir no nosso País nada de semelhante. Os livros disponíveis foram escritos por psiquiatras estrangeiros que abordam os temas numa perspectiva mais ou menos científica. Pretendi pois, numa linguagem acessível a todos, dar a conhecer estas doenças. Como identificá-las e como os familiares devem e podem ajudar o doente. Se for convenientemente medicado, o doente pode, tal como eu, voltar a ter uma vida perfeitamente normal".

Suplemento de Saúde do Jornal Correio da Manhã

                                                                          Agorafobia

                                 

                                     Medo de estar só em locais isolados.                     Medo de estar no meio de multidões.

 

     

                    Medo das cidades

 

    

                      Medo de estar só

 

              Agorafobia

 

 

 

 A praça - ágora - é prisão que abafa,

 Gaiola de ansiedade, de pavor.

 Obsidiante, o espaço que outros safa

 Reprime o peito, ao corpo dá tremor.

  Agora, a praça é vertigem, é medo,

  Fatal cilada, depressão, terror.

  O refúgio é a casa, auto-degredo,

  Barco encalhado nos baixios da dor.

  Início de ideias suicidas,

 A par da indiferença doutras vidas.

                   

  

(poema do escritor Daniel Gouveia - Portugal)

 

     

                 Medo das multidões 

        

                     Medo de sair de casa

      

 

       

                                                                                                                           

   SAIBA MAIS SOBRE:

                                     - Depressão

                                           - Doença Bipolar

                                                 - Ansiedade

                                                       - Ansiedade Generalizada

                                                             - Fobia Social

                                                                   - Pânico

                                                                         - Agorafobia

                                                                               - Alcoolismo  


                               

                                                                                                                                                  

                                                                                             O melhor servidor nacional   

                                                                                                                                                                                                                                                                                                        

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

 

 

Assine o LIVRO DE VISITAS Guestbook by GlobalGuest.Com Leia o LIVRO DE VISITAS
                        

         

      

Acessos a esta página:

  Webmaster, Carlos Palma - Lisboa - Portugal. - Falecido a 19-08-2008  E-mail:  jupalma@netcabo.pt

 

  O autor deste site declara que não tem qualificação na área médica. Este site tem como objectivo o alertar para estas disfunções psíquicas pelas

  quais passou.

Se pretender contactar, escreva para o e-mail: jupalma@netcabo.pt